A nossa área de intervenção

O CRAM-Q, pertencente à SPVS, foi oficialmente criado em 2006 e está sediado na zona centro de Portugal. A sua área de ação estende-se por toda a zona centro e norte de Portugal.

Adicionalmente, a SPVS tem outras equipas dedicadas ao resgate de animais marinhos e recolha de arrojamentos de animais marinhos mortos.

Dependendo das espécies marinhas arrojadas, o CRAM-Q tem diferentes áreas de atuação.

De modo a facilitar a nossa missão de resgate e reabilitação de animais marinhos, temos o CRAM-Q sediado em Quiaios, Figueira da Foz (centro de Portugal). O CRAM-Q, atua no resgate de tartarugas e mamíferos marinhos vivos em todo o centro e norte de Portugal. A área de resgate de aves marinhas é restrita à zona centro de Portugal (desde Aveiro até à Nazaré).

Adicionalmente, a equipa do CRAM-Q, responde a arrojamentos de mamíferos, aves e tartarugas marinhas mortos desde S. Martinho do Porto até ao Furadouro.

O CRAM-Q depende muito dos alertas das pessoas e do apoio das Autoridades para os eventos de arrojamento (☎ 919 618 705).

 

 

Área de Intervenção

CRAM-Q: 40.22688,-8.84869
SPVS Norte: 41.5609,-8.39671
SPVS Sul: 37.03229, -7.81736

 

SPVS Norte

A SPVS Norte está sediada na Universidade do Minho e tem uma equipa de resgate pronta a atuar desde aí.

Esta equipa está direcionada para a resposta a arrojamentos de mamíferos e tartarugas marinhas mortos. A sua área de atuação estende-se desde o Furadouro até Caminha.

Adicionalmente, esta equipa possui equipamento de 1ª intervenção para o resgate de arrojamentos de mamíferos e tartarugas marinhas vivos. Nos arrojamentos vivos no norte de Portugal, esta equipa chega em primeiro lugar, presta os primeiros socorros e espera no local pela equipa de resgate do CRAM-Q.

As aves marinhas são encaminhadas para outros centros de recuperação existentes no norte do país.

Contacto:
SPVS – NORTE
Departamento de Biologia
Universidade do Minho
Campus de Gualtar

4710-057
Braga
Telefone: + 351 914 800 616

SPVS Algarve

A SPVS Algarve está sediada em Olhão, nas instalações da sede do Parque Natural da Ria Formosa.

Esta equipa está direcionada para a recolha de arrojamentos de mamíferos e tartarugas marinhas mortos, possuindo laboratórios e sala de necrópsias. A sua área de intervenção estende-se por todo o Algarve.

Nesta área, existem centros de recuperação de animais selvagens que são responsáveis pelo resgate e reabilitação de animais marinhos vivos.

No entanto, esta equipa possui equipamento de 1ª intervenção para o resgate de arrojamentos de mamíferos e tartarugas marinhas vivos que são ativados no caso dos centros de recuperação existentes no Algarve necessitarem da nossa ajuda.

Contacto:
SPVS – Algarve
PNRF – Parque Nacional da Ria Formosa – Quinta de Marim
Olhão

Telefone: +351 914 522 944