Higiene

NUM CENTRO DE REABILITAÇÃO DE ANIMAIS MARINHOS, A HIGIENE É UM ASPECTO CRUCIAL QUE CONDICIONA A REABILITAÇÃO DE QUALQUER ANIMAL COM A SAÚDE COMPROMETIDA

Implementamos protocolos de biossegurança rigorosos para evitar a propagação de doenças, prevenir infecções de animais feridos e diminuir o desenvolvimento de bactérias.

As caixas onde os animais estão acomodados têm esponjas e lençóis que são mudados 2 vezes por dia e a caixa é limpa e desinfectada nesses momentos ou sempre que necessário. Nestas caixas os animais têm uma bandeja com água à sua disposição. Essa bandeja é igualmente limpa duas vezes por dia e a água é trocada sempre que necessário. Temos uma toalha para cada animal que é usada para o seu maneio diário.

Higiene - Limpeza Exterior

Higiene – Limpeza Exterior

Os tanques do Centro têm um sistema de filtração que está constantemente a filtrar a água de forma a reter as impurezas em suspensão que, quando presentes em grande quantidade, além de causarem mau aspecto, reduzem a ação dos produtos químicos e podem potenciar a proliferação de microrganismos na água. Além disso, os técnicos recolhem os restos de peixe após a alimentação dos animais para evitar o crescimento de bactérias, aspiram os tanques uma vez por dia e fazem a lavagem e enxaguamento dos filtros de areia para retirar as impurezas. É feita uma análise química da água, duas vezes ao dia e também é feita uma recolha semanal de água para análise num laboratório certificado.

À entrada/saída da zona do Centro e/ou de alguma das salas de tratamento existem pedilúvios (caixas com água, desinfectante e um pequeno tapete) onde se submerge o calçado.

Todos os técnicos e voluntários usam luvas descartáveis e/ou de proteção para o maneio de qualquer animal, sendo que no caso das aves também são utilizados óculos de proteção.

Ao utilizar estas técnicas podemos garantir que o nosso Centro é mantido limpo, que não há contaminação cruzada entre os animais, evitando a sua exposição a germes ou a doenças que possam impedir a sua recuperação.