Devolução à Natureza

Critérios de Devolução à Natureza

Devolução da Maxime à Natureza

Devolução da Maxime à Natureza

A equipa do CRAM-Q tenta sempre encontrar o local que reúna as melhores condições para a devolução à natureza dos animais. Estas condições passam pelo enquadramento das necessidades de cada um num biótopo que reúna as condições do seu habitat natural e que não apresente ameaças, como redes ou sinais de poluição.

A percentagem de animais libertados ronda os 47%, sendo um valor importante e encorajador para o Centro, visto que grande parte dos animais que resgatamos encontram-se  muito débeis e fracos e, por vezes, num estado irreversível.

Chicaro

Chicaro

Previamente à devolução à natureza, os animais são marcados de um modo permanente. Sempre que nos é possível, os animais são marcados com um sistema que permite o seu acompanhamento (tal como seguimento por satélite ou GPS/GSM) de modo a sermos capazes de avaliar o sucesso da devolução à natureza.A devolução apenas ocorre na área de distribuição original da espécie e segue protocolos adequados para cada espécie, respeitando o seu comportamento e hábito.