Devolução à natureza de duas tartarugas-comuns

Devolução à natureza de duas tartarugas comuns

Devolução à natureza de duas tartarugas comuns

No dia 16 de Julho, 2 tartarugas-comuns (Caretta caretta) juvenis, foram devolvidas à natureza, em cooperação com a Polícia Marítima de Aveiro, após a sua reabilitação no CRAM-Q.

Ambas, foram capturadas acidentalmente em artes de pesca e resgatadas e entregues voluntariamente pelos mestres das embarcações ao abrigo da Iniciativa para Redução de Mortalidade de Tartarugas Marinhas que conta com a cooperação do sector pesqueiro em cooperação com o CPRAM-ECOMARE, a SPVS e o Oceanário de Lisboa.

Uma das tartarugas foi capturada acidentalmente em redes de tresmalho a 8 de Fevereiro de 2016 e recolhida pela Polícia Marítima de Peniche para posterior reabilitação. A outra tartaruga foi capturada acidentalmente em pesca de cerco a 8 de Junho de 2016 e trazida para o porto pela embarcação e entregue aos técnicos do CRAM-Q.

Após a sua reabilitação foram marcadas com emissores de satélite que permitirão avaliar o sucesso de reabilitação, os seus percursos e uso de espaço.

Todo o processo desde o resgate até à libertação contou com o apoio dos pescadores e da Polícia Marítima.